LooKbook

Mother Nature

08.07.17
COUCOU!

A natureza é o suspiro de paz que te faz falta!

Por vezes a felicidade está em nós e somos nós que não a vemos. O mesmo acontece com a paz de espírito e a serenidade, basta passearmos com a nossa própria sombra e olhar em nosso redor. A natureza que nos rodeia é poderosa, inspiradora e deveria ser contemplada com mais calma. A correria do dia a dia que nos embala faz de nós cegos, cegos sobre aquilo que deveria ser visto, escutado e até mesmo dito. No entanto está nas nossas mãos escolher se queremos ser embalados por um furacão feroz, ou se preferimos dar um passo de cada vez, ao nosso ritmo. Se em cada passo que damos escolhemos pôr toda a nossa personalidade, todo o nosso caracter, toda a nossa essência ou se por algum motivo estamos adiando para o amanhã, aquilo que deveríamos viver hoje, aqui e agora, neste momento presente, que infelizmente será escrito uma vez só. O poder da natureza é impressionante, e é quando paramos para suspirar frente à sua grandeza que nos apercebemos o quão incrível a vida é, o quão incrível é o facto de aqui estarmos.

Foi exatamente tudo isto que senti quando me deparei com esta paisagem. Ao planejar as férias em Grã Canária, assinalei na minha lista que tinha mesmo, acontecesse o que acontecesse, que ir a Maspalomas e assim foi. Tinha visto na internet tanto fotografias quanto videos das dunas e fiquei maravilhada. Quando me deparei com as dunas na realidade, fiquei sem fôlego. Não vos sei explicar, é como se naquele momento não houvesse mais ninguém a pisar aquela areia, apenas eu. É uma sensação de tranquilidade imensa, uma sensação que por vezes passa despercebida com a rotina diária, o que é uma pena, Basta respirar fundo e olhar para a natureza que nos rodeia, principalmente nos momentos difíceis, é nesses momentos que percebemos que todo o problema tem uma solução.

Para resumir, estas dunas, ou este deserto, situa-se em frente a uma praia, exatamente, em frente à praia, o que toda esta paisagem ainda mais incrível. As dunas situam-se em frente à Playa del Inglés, uma região conhecida pelo turismo LGBT e por ter uma área naturista. Para chegar à tal praia, muito deu que falar. Nós todos muito entusiasmados com a história das dunas, andamos a correr de um lado para o outro a tirar fotografias e decidimos ir sempre em frente (direção ao mar) em vez de ir pela estrada que ia dar à praia (que rica ideia a nossa). E nós, pelo menos eu, sem chinelos, tivemos que andar muito, mas muito tempo ao sol, com os pés a pegar fogo porque a areia parecia lava. Mas lá conseguimos chegar à praia depois de algum (imenso) sofrimento. Quando chegámos à praia estávamos no lado errado, ou seja já estávamos no outro lado da praia, onde é supostamente o fim da mesma. Esta parte da praia é reservada a pessoas LGBT (o que acho fantástico!) e está delimitada com a bandeira LGBT, ao longo da praia vão se deparar com imensos nudistas e vão perceber que aquela área é naturista (apesar de não haver nenhum tipo de informação a assinalá-lo). Depois encontrarão uma mistura de nudistas e não-nudistas ao longo da praia, e se continuarem a andar o início da praia é supostamente reservado a famílias e não-nudistas.

Podem alugar uma cama e um guarda-sol na praia mas atenção porque custa 7€ e não podem alugar apenas o guarda-sol! Ao sair da praia encontram uma zona com vários restaurantes, mini mercados etc mas é preciso andar um pouco até à paragem de autocarros mais próxima (cerca de 10 minutos). A viagem de Las Palmas até Maspalomas dura cerca de uma hora mas vale sem dúvida alguma a pena. Além disso, Maspalomas é uma cidade super aberta sobre os gostos sexuais de cada um, e deparei-me com vários bares e boates dedicados apenas a homossexuais o que pode ser uma ótima escolha de destino para os mesmos! Além disso deparei-me com vários casais do mesmo sexo e as pessoas não ligam a mínima, o que é ótimo e me deixou extremamente feliz, pois acredito que se acontecesse aqui, as pessoas não iriam olhar com os mesmos olhos. Contudo é bom ver que a mentalidade das pessoas começa a mudar pois gostos não se discutem e não há nada de errado em gostar de uma pessoa do mesmo sexo!

Enfim, espero muito que tenham gostado do post, e em breve farei um post um pouco mais detalhado sobre a viagem! Um beijinho muito grande e até à próxima <3

Share

3 comments on “Mother Nature”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *