LooKbook

Duotone passion

10.24.16
Coucou!
dsc_0200

Vivemos em um mundo especialmente concebido para homens.

Acho importante, e gosto de partilhar ideias, visões diferentes. Faz-nos aprender a ver as coisas de um angulo diferente, abrir o nosso espirito e libertar a alma. E é por esta razão que gosto de discutir com vocês, temas que considero interessantes. Este ano a palavra mulher esteve bem presente, talvez não da forma desejada, e por isso mesmo, achei que seria interessante falar sobre sobre nos, mulheres. Nos mulheres, somos vistas por muitos como um ser frágil, por vezes, até mesmo inferior. Um simples objeto sexual, sem sentimentos, sem emoções, sem desejos nem ambições.

Algo que me chocou imenso (para nem falar do Donald Trump e as suas opiniões completamente fora de jogo), foi mesmo o “famoso” senhor taxista que deixou uma linda citação na historia da televisão portuguesa: “as leis sao como as meninas virgens, foram feitas para serem violadas”. Não vou julgar o senhor, nem as palavras tristes, que em um dia menos feliz proferiu. Acho simplesmente de muito pouca felicidade, fazer-se piadas com coisas, digamos, sérias.

Pergunto-me o porque de nos mulheres, sermos obrigadas a aceitar o facto de sermos todos os dias publicamente humilhadas. Desde salários reduzidos, à culpa de uma violação por exemplo. Sim, porque nos mulheres, não podemos nos vestir como queremos (mini-saias, calções e afins) porque isto significa, que o nosso objetivo é sair à rua (com um instinto selvagem e provocador) para deixar os homens completamente desnorteados e fora de si. Pergunto-me então, em que mundo vivemos, para que algo tao grave como assedio sexual seja visto como a culpa de uma mulher? Sempre pensei, que como pessoas civilizadas que somos, que devíamos guardar os nosso instintos animais (e com isto refiro-me sem duvida ao desejo sexual fervoroso), para não afetar as pessoas em nosso redor.

Não acho certo, não acho justo, diria mesmo que é repugnante tentarem transformar uma vitima num culpado. Tentarem distorcer os factos, e inverter os papeis. Não é o facto de estar demasiado descascada, de estar bêbeda, de ser drogada, de ter tido um filho aos treze anos, de ter vários amantes, que uma mulher merece menos respeito que outra. Que uma mulher se torna um pedaço de lixo descartável que para nada mais serve do que para satisfazer um capricho.

O que ainda menos percebo, sao as mulheres, sim as mulheres que se rebaixam uma às outras e que ainda apoiam este tipo de pensamento. “ela estava bêbeda”, “ela não estava vestida de forma decente”, “ela foi viajar sozinha”. Porque? pergunto eu. O mundo pertence a todos nos, independentemente das características que nos definem.

Enfim, queria apenas apoiar nos mulheres, pela força que demonstramos a cada dia que passa. Quero que vocês, mulheres como eu, se mantenham fortes, e face às dificuldades, se apoiem e consolem. Porque juntas, somos mais fortes. Um grande beijinho a todas vocês.

dsc_0163 dsc_0195 dsc_0198 Hoje trago-vos um look que me deu imenso prazer de fotografar. Senti-me muito orgulhosa de mim mesma neste dia, pois tive a coragem que usar uma peça um pouco menos convencional, sem me preocupar com olhares indesejados (e digo-vos que me senti uma estrela de hollywood, e isto de uma forma demasiado desagradável)

dsc_0223

dsc_0230 Basta usar algo “um pouco” fora do normal, para que os olhares se virem como um himén para nos. Mesmo assim, usei esta echarpe de pelo (falso, claro), que já tinha comprado à mais de um ano, e que nunca tinha usado devido à falta de coragem que me consumia. Adoro-a por ser extravagante mas elegante. Digo-vos que é super quentinha, e que apesar de não ter um casaco demasiado quente, não senti frio nenhum (e deixem-me dizer que nesse dia estava muito frio, muito vento e até estava super escuro, o que se nota um pouco nas fotos, tiradas pelas 18h30 da tarde).

dsc_0277 dsc_0283 dsc_0285 O casaco, já o conhecem, mas quis mostrar-lo com os calções, que juntos formam um conjunto. Adoro esta cor pastel, e acho que vai muito bem com o preto. Usei uma camisa da Stradivarius, transparente e com detalhes bordados. Logo que vi, apaixonei-me. É super elegante, feminina e tem um toque super gótico que eu amo.

Os sapatos, o que dizer sobre eles? Acho-os lindos, confortáveis e super fáceis de combinar. Infelizmente ja estão a ficar velhinhos mas espero que ainda durem muito tempo.

dsc_0252

Espero muito que tenham gostado. Obrigada pela visita. Um beijinho enorme! 

Bolsa: Maddison
Calções: Zara
Casaco: Zara
Leather Jacket: Zara
Top: Stradivarius
Sapatos: Charles&Keith
Chapéu: H&M
Echarpe: Asos
Share

16 comments on “Duotone passion”

  1. Minha linda! São mesmo situações tristes que continuam a acontecer nos dias de hoje, quando a mentalidade já devia ser muito superior. Quanto à frase do senhor taxista não há mesmo palavras… é simplesmente doentio. Muito triste é realmente as mulheres que se rebaixam umas às outras quando o que deveria acontecer era o oposto! Enfim. Estás lindíssima, gosto tanto destes tons pastéis. <3
    Um grande beijinho

  2. Puseste por escrito tudo aquilo que tem pasado na minha cabeça ultimamente! Gostei especialmente de teres falado da forma como, infelizmente, ainda há muitas mulheres a rebaixarem-se umas às outras. Acho que, tal como disseste, juntas somos mais forte e, como tal, deviamos usar isso a nosso favor.
    Quanto ao look, adorei! Olhares indesejados vão sempre existir por isso mais vale usarmos mesmo o que mais gostamos 🙂

  3. Sem dúvida 😮 Acho que andamos todos meio perdido e nem damos bem conta das agressões a que, diariamente, estamos sujeitos. É incrível! Queria ver se testava aquele da Clinique. Pode ser que o Pai Natal mo traga!

    Meu Deus. Cada vez que vejo um outfit teu fico de boca aberta. Estás incrível. Quero tanto, mas tanto uma estola/echarpe dessas, em pêlo 😀
    Nunca percas esse bom gosto 😀

    NEW OUTFIT POST | When Autumn Makes You Feel Happy!!!
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *